Blog » Sensores de Visão » Componentes de Sensores de Visão Industriais

COMPONENTES DE SENSORES DE VISÃO INDUSTRIAIS

Compreender o universo dos Sensores de Visão Industriais pode parecer uma tarefa complexa, dada a enorme bagagem de tecnologia contida nestes equipamentos, mas uma boa opção para iniciar esta compreensão é estudar e analisar os principais componentes presentes nos Sensores de Visão.

Os Sensores de Visão Industriais são compostos por um tipo de sensor de imagem associado a um processador local, com uma lente industrial e, em alguns casos, há iluminação artificial embutida no próprio sensor. A figura abaixo ilustra este conjunto de componentes.

O processador do Sensor de Visão possui um algoritmo de Visão Computacional embarcado capaz de extrair dados das imagens capturadas pelo sensor de imagem (comumente os sensores de imagem modernos utilizam tecnologia CMOS). Deste modo, os Sensores de Visão possuem diversas similaridades com os Sistemas de Visão, podendo, também, ser encontrados em um formato “all in one” (dispositivo único com todos os componentes integrados), ou em um formato de um sistema de componentes conectados.

Apesar de todas estas possibilidades, todos os Sensores de Visão possuem os seguintes componentes descritos a seguir:

  • Sensor de Imagem: elemento baseado nas tecnologias CCD e CMOS (porém praticamente todos os Sensores de Visão modernos utilizem somente tecnologia CMOS). É o componente de captação de – onde basicamente é realizada a transformação da luz captada em imagem digital;
  • Lente: lente ótica industrial que pode ser de diferentes formatos de montagem (S, CS ou C) com ou sem atuadores de ajuste focal;
  • Iluminação: existem Sensores que possuem iluminação embarcada no próprio módulo sensor, mas outros dependem de iluminação externa para garantia de performance na aquisição de imagens.
  • Processador ou Placa Processadora: é o componente que consegue processar imagens e gerar dados, a partir da imagem capturada e do software embarcado. Diversas arquiteturas de hardware atuais possibilitaram a diminuição dos custos de aquisição deste dispositivo.
  • Software de Visão Computacional: composto de algoritmos de visão e uma estrutura de firmware embarcada, é a parte ou se há os recursos de Visão Computacional que fazem a extração de dados das imagens.
  • Comunicação: protocolos de comunicação são configuráveis via software, e em geral, é comum sensores de visão possuírem comunicação por I/O (digital) e comunicação em algum nível de protocolo industrial (por exemplo Modbus TCP/IP).

Ficou com alguma dúvida? Você pode compreender melhor o tema lendo mais artigos na nossa Biblioteca de Artigos sobre Sensores de Visão.

CONTEÚDOS RELACIONADOS

PRODUTOS RELACIONADOS

Compreender o universo dos Sensores de Visão Industriais pode parecer uma tarefa complexa, dada a enorme bagagem de tecnologia contida nestes equipamentos, mas uma boa opção para iniciar esta compreensão é estudar e analisar os principais componentes presentes nos Sensores de Visão.

Os Sensores de Visão Industriais são compostos por um tipo de sensor de imagem associado a um processador local, com uma lente industrial e, em alguns casos, há iluminação artificial embutida no próprio sensor. A figura abaixo ilustra este conjunto de componentes.

O processador do Sensor de Visão possui um algoritmo de Visão Computacional embarcado capaz de extrair dados das imagens capturadas pelo sensor de imagem (comumente os sensores de imagem modernos utilizam tecnologia CMOS). Deste modo, os Sensores de Visão possuem diversas similaridades com os Sistemas de Visão, podendo, também, ser encontrados em um formato “all in one” (dispositivo único com todos os componentes integrados), ou em um formato de um sistema de componentes conectados.

Apesar de todas estas possibilidades, todos os Sensores de Visão possuem os seguintes componentes descritos a seguir:

  • Sensor de Imagem: elemento baseado nas tecnologias CCD e CMOS (porém praticamente todos os Sensores de Visão modernos utilizem somente tecnologia CMOS). É o componente de captação de – onde basicamente é realizada a transformação da luz captada em imagem digital;
  • Lente: lente ótica industrial que pode ser de diferentes formatos de montagem (S, CS ou C) com ou sem atuadores de ajuste focal;
  • Iluminação: existem Sensores que possuem iluminação embarcada no próprio módulo sensor, mas outros dependem de iluminação externa para garantia de performance na aquisição de imagens.
  • Processador ou Placa Processadora: é o componente que consegue processar imagens e gerar dados, a partir da imagem capturada e do software embarcado. Diversas arquiteturas de hardware atuais possibilitaram a diminuição dos custos de aquisição deste dispositivo.
  • Software de Visão Computacional: composto de algoritmos de visão e uma estrutura de firmware embarcada, é a parte ou se há os recursos de Visão Computacional que fazem a extração de dados das imagens.
  • Comunicação: protocolos de comunicação são configuráveis via software, e em geral, é comum sensores de visão possuírem comunicação por I/O (digital) e comunicação em algum nível de protocolo industrial (por exemplo Modbus TCP/IP).

Ficou com alguma dúvida? Você pode compreender melhor o tema lendo mais artigos na nossa Biblioteca de Artigos sobre Sensores de Visão.

Compreender o universo dos Sensores de Visão Industriais pode parecer uma tarefa complexa, dada a enorme bagagem de tecnologia contida nestes equipamentos, mas uma boa opção para iniciar esta compreensão é estudar e analisar os principais componentes presentes nos Sensores de Visão.

Os Sensores de Visão Industriais são compostos por um tipo de sensor de imagem associado a um processador local, com uma lente industrial e, em alguns casos, há iluminação artificial embutida no próprio sensor. A figura abaixo ilustra este conjunto de componentes.

O processador do Sensor de Visão possui um algoritmo de Visão Computacional embarcado capaz de extrair dados das imagens capturadas pelo sensor de imagem (comumente os sensores de imagem modernos utilizam tecnologia CMOS). Deste modo, os Sensores de Visão possuem diversas similaridades com os Sistemas de Visão, podendo, também, ser encontrados em um formato “all in one” (dispositivo único com todos os componentes integrados), ou em um formato de um sistema de componentes conectados.

Apesar de todas estas possibilidades, todos os Sensores de Visão possuem os seguintes componentes descritos a seguir:

  • Sensor de Imagem: elemento baseado nas tecnologias CCD e CMOS (porém praticamente todos os Sensores de Visão modernos utilizem somente tecnologia CMOS). É o componente de captação de – onde basicamente é realizada a transformação da luz captada em imagem digital;
  • Lente: lente ótica industrial que pode ser de diferentes formatos de montagem (S, CS ou C) com ou sem atuadores de ajuste focal;
  • Iluminação: existem Sensores que possuem iluminação embarcada no próprio módulo sensor, mas outros dependem de iluminação externa para garantia de performance na aquisição de imagens.
  • Processador ou Placa Processadora: é o componente que consegue processar imagens e gerar dados, a partir da imagem capturada e do software embarcado. Diversas arquiteturas de hardware atuais possibilitaram a diminuição dos custos de aquisição deste dispositivo.
  • Software de Visão Computacional: composto de algoritmos de visão e uma estrutura de firmware embarcada, é a parte ou se há os recursos de Visão Computacional que fazem a extração de dados das imagens.
  • Comunicação: protocolos de comunicação são configuráveis via software, e em geral, é comum sensores de visão possuírem comunicação por I/O (digital) e comunicação em algum nível de protocolo industrial (por exemplo Modbus TCP/IP).

Ficou com alguma dúvida? Você pode compreender melhor o tema lendo mais artigos na nossa Biblioteca de Artigos sobre Sensores de Visão.

contato@mvisia.com.br

(+55) (11) 4302-5902
(+55) (11) 98982-2399 (WhatsApp)

Villa Lobos Office Park
Avenida Queiroz Filho, 1700 – Torre C, sala 704
Vila Hamburguesa, São Paulo/SP. CEP: 05319-000

© 2022 Blog MVISIA. Todos os direitos reservados

contato@mvisia.com.br

(+55) (11) 4302-5902
(+55) (11) 989822399 (WhatsApp)



Villa Lobos Office Park
Avenida Queiroz Filho, 1700 – Torre C, sala 704
Vila Hamburguesa, São Paulo/SP. CEP: 05319-000


© 2022 Blog MVISIA. Todos os direitos reservados