APLICAÇÕES DE SENSORES E SISTEMAS DE VISÃO

Conforme já abordado em diversos artigos publicados aqui no Blog MVISIA, existem muitas similaridades e diferenças entre os Sistemas de Visão e os Sensores de Visão. Você pode iniciar seu aprendizado do tema a partir dos artigos listados abaixo:

 

No entanto, mesmo assim é comum haver dúvidas sobre quando escolher um ou outro tipo de sistema. Deste modo, a fim de facilitar esta identificação, abaixo temos destacados alguns requisitos mínimos para as aplicações com cada tipo de equipamento:

APLICAÇÕES COM SENSORES DE VISÃO

  1. Ambientes típicos: linhas industriais, com produtos ou embalagens seriadas e sequenciais, seja em linhas de esteiras ou em bancadas de produção.
  2. Requisitos das aplicações com Sensores de Visão: em geral, o Sensor de Visão necessita de um “pulso trigger” (estímulo elétrico externo) e iluminação bem controlada em ambientes fechados.
  3. Funcionamento: os sensores inspecionam defeitos e verificações de peças, portanto é importante que as peças sempre venham de maneira sequenciais (uma atrás da outra).

APLICAÇÕES COM SENSORES DE VISÃO

  1. Ambientes típicos: linhas industriais sequenciais ou paralelas, estações de montagem, ambientes de warehouse.
  2. Requisitos das aplicações com Sistemas de Visão: ambiente e condições da linha são mais flexíveis que no caso dos sensores, podem fazer inspeções sem necessidade de sinais trigger auxiliares.
  3. Funcionamento: Os Sistemas de Visão são mais robustos a ambientes com iluminação ambiente oscilante. Isto ocorre pois são capazes de utilizar algoritmos de visão com redes neurais customizadas.

Dadas as características de ambiente e requisitos mínimos, é importante conhecer alguns exemplos de aplicações comuns de cada caso, conforme segue abaixo.

Para os Sensores de Visão é comum haver o emprego de Sensores de Visão principalmente em aplicações que deseja-se fazer uma inspeção de qualidade do tipo “Aprovado” ou “Reprovado”, sendo alguns exemplos listados abaixo:

  1. Detecção de Presença ou Ausência de parafusos ou grampos em peças automotivas;
  2. Inspeção de ausência de etiquetas em produtos e embalagens;
  3. Inspeção de montagem correta em bancada de dispositivos eletrônicos;
  4. Verificação de falha de fechamento em embalagens e caixas;
  5. Detecção de falta de elementos em caixas, embalagens ou de produtos;
  6. Verificação de componentes de SKUs trocados, como tampas de embalagens plásticas.

Por fim, é comum haver o emprego de Sistemas de Visão em aplicações como os exemplos listados abaixo:

  1. Medições em peças ou componentes usinados;
  2. Contagem de elementos diversos em linhas industriais, como biscoitos em uma esteira;
  3. Verificação de existência da gravação dos caracteres de lote e validade de embalagens gravadas;
  4. Aplicações com velocidades de inspeção altas;
  5. Inspeção de processos de controle operacional;
  6. Aplicações com necessidade de emprego de redes neurais.

Ficou com alguma dúvida? Você pode compreender melhor o tema lendo mais artigos na nossa Biblioteca de Artigos sobre Sistemas de Visão.

Aproveite para acessar também:

Gostou do artigo? Aproveite para visualizar algumas de nossas Aplicações:

Detecção de Defeitos em Peças de Borracha

Inspeção de Peças Automotivas

Controle Dimensional de Frascos

Inspeção de Blisters

ARTIGOS EM DESTAQUE

COMPONENTES DE SENSORES DE VISÃO INDUSTRIAL

PRINCIPAIS VANTAGENS DOS SENSORES DE VISÃO INDUSTRIAIS

O QUE SÃO SENSORES INDUSTRIAIS?

Compreender o universo dos Sensores de Visão Industriais pode parecer uma tarefa complexa, dada a enorme bagagem de tecnologia contida…

Apesar de serem compostos por mais componentes que os sensores convencionais da indústria, os Sensores de Visão estão ganhando cada vez mais espaço…

Quando se trata de automação aplicada à indústria, os sensores industriais apresentam-se como elementos essenciais para a base de qualquer sistema integrado e são componentes …

APLICAÇÕES DE SENSORES E SISTEMAS DE VISÃO

Conforme já abordado em diversos artigos publicados aqui no Blog MVISIA, existem muitas similaridades e diferenças entre os Sistemas de Visão e os Sensores de Visão. Você pode iniciar seu aprendizado do tema a partir dos artigos listados abaixo:


No entanto, mesmo assim é comum haver dúvidas sobre quando escolher um ou outro tipo de sistema. Deste modo, a fim de facilitar esta identificação, abaixo temos destacados alguns requisitos mínimos para as aplicações com cada tipo de equipamento:

APLICAÇÕES COM SENSORES DE VISÃO

  1. Ambientes típicos: linhas industriais, com produtos ou embalagens seriadas e sequenciais, seja em linhas de esteiras ou em bancadas de produção.
  2. Requisitos das aplicações com Sensores de Visão: em geral, o Sensor de Visão necessita de um “pulso trigger” (estímulo elétrico externo) e iluminação bem controlada em ambientes fechados.
  3. Funcionamento: os sensores inspecionam defeitos e verificações de peças, portanto é importante que as peças sempre venham de maneira sequenciais (uma atrás da outra).

APLICAÇÕES COM SENSORES DE VISÃO

  1. Ambientes típicos: linhas industriais sequenciais ou paralelas, estações de montagem, ambientes de warehouse.
  2. Requisitos das aplicações com Sistemas de Visão: ambiente e condições da linha são mais flexíveis que no caso dos sensores, podem fazer inspeções sem necessidade de sinais trigger auxiliares.
  3. Funcionamento: Os Sistemas de Visão são mais robustos a ambientes com iluminação ambiente oscilante. Isto ocorre pois são capazes de utilizar algoritmos de visão com redes neurais customizadas.

Dadas as características de ambiente e requisitos mínimos, é importante conhecer alguns exemplos de aplicações comuns de cada caso, conforme segue abaixo.

Para os Sensores de Visão é comum haver o emprego de Sensores de Visão principalmente em aplicações que deseja-se fazer uma inspeção de qualidade do tipo “Aprovado” ou “Reprovado”, sendo alguns exemplos listados abaixo:

  1. Detecção de Presença ou Ausência de parafusos ou grampos em peças automotivas;
  2. Inspeção de ausência de etiquetas em produtos e embalagens;
  3. Inspeção de montagem correta em bancada de dispositivos eletrônicos;
  4. Verificação de falha de fechamento em embalagens e caixas;
  5. Detecção de falta de elementos em caixas, embalagens ou de produtos;
  6. Verificação de componentes de SKUs trocados, como tampas de embalagens plásticas.

Por fim, é comum haver o emprego de Sistemas de Visão em aplicações como os exemplos listados abaixo:

  1. Medições em peças ou componentes usinados;
  2. Contagem de elementos diversos em linhas industriais, como biscoitos em uma esteira;
  3. Verificação de existência da gravação dos caracteres de lote e validade de embalagens gravadas;
  4. Aplicações com velocidades de inspeção altas;
  5. Inspeção de processos de controle operacional;
  6. Aplicações com necessidade de emprego de redes neurais.

Ficou com alguma dúvida? Você pode compreender melhor o tema lendo mais artigos na nossa Biblioteca de Artigos sobre Sistemas de Visão.

Aproveite para acessar também:

Gostou do artigo? Aproveite para visualizar algumas de nossas Aplicações:

Detecção de Defeitos em Peças de Borracha

Inspeção de Peças Automotivas

Controle Dimensional de Frascos

Inspeção de Blisters

ARTIGOS EM DESTAQUE

COMPONENTES DE SENSORES DE VISÃO INDUSTRIAL

O QUE SÃO SENSORES INDUSTRIAIS?

PRINCIPAIS VANTAGENS DOS SENSORES DE VISÃO INDUSTRIAIS

Compreender o universo dos Sensores de Visão Industriais pode parecer uma tarefa complexa, dada a enorme bagagem de tecnologia contida …

Quando se trata de automação aplicada à indústria, os sensores industriais apresentam-se como elementos essenciais para a base de qualquer sistema integrado e são componentes …

Apesar de serem compostos por mais componentes que os sensores convencionais da indústria, os Sensores de Visão estão ganhando cada vez …

APLICAÇÕES DE SENSORES E SISTEMAS DE VISÃO

Conforme já abordado em diversos artigos publicados aqui no Blog MVISIA, existem muitas similaridades e diferenças entre os Sistemas de Visão e os Sensores de Visão. Você pode iniciar seu aprendizado do tema a partir dos artigos listados abaixo:

No entanto, mesmo assim é comum haver dúvidas sobre quando escolher um ou outro tipo de sistema. Deste modo, a fim de facilitar esta identificação, abaixo temos destacados alguns requisitos mínimos para as aplicações com cada tipo de equipamento:

APLICAÇÕES COM SENSORES DE VISÃO

  1. Ambientes típicos: linhas industriais, com produtos ou embalagens seriadas e sequenciais, seja em linhas de esteiras ou em bancadas de produção.
  2. Requisitos das aplicações com Sensores de Visão: em geral, o Sensor de Visão necessita de um “pulso trigger” (estímulo elétrico externo) e iluminação bem controlada em ambientes fechados.
  3. Funcionamento: os sensores inspecionam defeitos e verificações de peças, portanto é importante que as peças sempre venham de maneira sequenciais (uma atrás da outra).

APLICAÇÕES COM SENSORES DE VISÃO

  1. Ambientes típicos: linhas industriais sequenciais ou paralelas, estações de montagem, ambientes de warehouse.
  2. Requisitos das aplicações com Sistemas de Visão: ambiente e condições da linha são mais flexíveis que no caso dos sensores, podem fazer inspeções sem necessidade de sinais trigger auxiliares.
  3. Funcionamento: Os Sistemas de Visão são mais robustos a ambientes com iluminação ambiente oscilante. Isto ocorre pois são capazes de utilizar algoritmos de visão com redes neurais customizadas.

Dadas as características de ambiente e requisitos mínimos, é importante conhecer alguns exemplos de aplicações comuns de cada caso, conforme segue abaixo.

Para os Sensores de Visão é comum haver o emprego de Sensores de Visão principalmente em aplicações que deseja-se fazer uma inspeção de qualidade do tipo “Aprovado” ou “Reprovado”, sendo alguns exemplos listados abaixo:

  1. Detecção de Presença ou Ausência de parafusos ou grampos em peças automotivas;
  2. Inspeção de ausência de etiquetas em produtos e embalagens;
  3. Inspeção de montagem correta em bancada de dispositivos eletrônicos;
  4. Verificação de falha de fechamento em embalagens e caixas;
  5. Detecção de falta de elementos em caixas, embalagens ou de produtos;
  6. Verificação de componentes de SKUs trocados, como tampas de embalagens plásticas.

Por fim, é comum haver o emprego de Sistemas de Visão em aplicações como os exemplos listados abaixo:

  1. Medições em peças ou componentes usinados;
  2. Contagem de elementos diversos em linhas industriais, como biscoitos em uma esteira;
  3. Verificação de existência da gravação dos caracteres de lote e validade de embalagens gravadas;
  4. Aplicações com velocidades de inspeção altas;
  5. Inspeção de processos de controle operacional;
  6. Aplicações com necessidade de emprego de redes neurais.

Ficou com alguma dúvida? Você pode compreender melhor o tema lendo mais artigos na nossa Biblioteca de Artigos sobre Sistemas de Visão.

Aproveite para acessar também: